terça-feira, 20 de julho de 2010

Peixe Porco.

Aqui vos deixo um pequeno video a pescar aos peixes Pombos, Pampos ou Porco como lhes costumam chamar.






Boas Pescas


Miguel Porfirio Soares dos Reis

6 comentários:

Ricardo Leonardo disse...

Ta fixe.
Apanhei aí um com material idêntico, e realmente têm uma força brutal!
Boas pescas. Abraço.

MR disse...

Ricardo Leonardo disse...
Ta fixe.
Apanhei aí um com material idêntico, e realmente têm uma força brutal!
Boas pescas. Abraço.

Pois é, é com cada cabeçada

Ab

António Simões disse...

Ola Miguel,

Alentejo is beautiful!!
Vá, ensine-me lá umas receitas á alentejana para confeccionar os porquinhos, pois não os trago para casa porque dão uma trabalheira do caraças para os amanhar, mas são de facto deliciosos!

Um abraço cá do Norte Ibérico.

António Simões

MR disse...

António Simões disse...
Ola Miguel,

Alentejo is beautiful!!
Vá, ensine-me lá umas receitas á alentejana para confeccionar os porquinhos, pois não os trago para casa porque dão uma trabalheira do caraças para os amanhar, mas são de facto deliciosos!

Um abraço cá do Norte Ibérico.

António Simões

Boas Amigo Simões

Com agrado que vejo que segue o meu blog

Grandes sargos que madou as fotos ao amigo quim da pesca vicentina, espectaculo.

Em relação aos porquinhos existe uma maneira que não dá trabalho nenhum, é grelha-los com pele, depois a pele fica estaladiça e salta todo ficando só a chixa para comer,

depois há os filetes, mas isso já dá trabalho a arranja-los,

aqui na caldeirada de peix tb costuma meter um porquito, para dar sabor á mesma.

Um grande abraço tb aqui do Alentejo Litoral

Sargus disse...

Como não é peixe "Local" esse cardume que acompanhava o ferrado era facilmente a 90% +- fácil de capturar todo, nos barcos até os apanham com camaroeiro.

Bom video Ratax ;)

Caro Simões, faça o seguinte:

Material

- 1 cepo de madeira
- 1 prego
- 1 alicate
- 1 martelo
- 1 faca

É facílimo tratar dos filetes, na minha opinião o top desta espécie.

O prego é pregado na forca do peixe (a seguir a barbatana caudal), com a faca abre um pequeno corte a seguir ao prego, com o alicate pega na pele onde fez o corte e puxa no sentido da cabeça do peixe.

Tira o prego e faz o mesmo procedimento.

A seguir corta junto a cabeça e é só separar o filete da espinha do peixe.

Tipo 1 minuto por exemplar.

;)

Vai lá rato.

;)

António Simões disse...

Claro Miguel que sou um visitante assiduo do seu blog.Aproveito uma pausa no trabalho para descomprimir e relaxar pela blogmania da pesca. Embora tenha deixado de frequentar foruns e internets, não esqueço os amigos e por isso mesmo voçês tem na minha memoria um espaço imtemporal e fisico também já que lhes dediquei em Espanha um pesqueiro bom de sargos e robalos baptizado com o nome de..."A placa dos Alentejanos"em vossa homenagem,aquando da v/viagem ao norte Iberico.
A PARTIDA É SEMPRE UM REGRESSO.
Até sempre

Abraço
António